LAN HOUSES OFERECEM CURSOS PARA IDOSOS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

11082010

Mensagem 

LAN HOUSES OFERECEM CURSOS PARA IDOSOS




Matéria de Bruno Cirillo

Apenas 10% dos brasileiros com mais de 60 anos tiveram contato com um computador, segundo a 5ª Pesquisa sobre o uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação, realizada pelo Centro Gestor da Internet (CGI). A Pesquisa TIC 2009 ainda constata que 94% dos indivíduos nessa faixa etária nunca acessaram a Internet na vida.


Em socorro aos idosos que não participam do meio virtual, algumas lan houses promovem cursos de inclusão. Dessa forma, além de realizarem um trabalho de relevância social, as lojas acabam por conquistar clientes da terceira idade.

Um bom exemplo encontra-se em Palotina, cidade de 29 mil habitantes que repousa no interior do Paraná. A lan house Exphera Virtual, há um mês, iniciou um curso gratuito para ensinar como se lida com um computador. Os aprendizes são velhinhos que tiveram pouco ou nenhum contato com a máquina.

O proprietário do estabelecimento, Vanderlei Rogge, explica que separou os alunos em dois níveis. A classe básica começou aprendendo conceitos primários, como o que são hardware e software. Os longevos que já conheciam a máquina passaram a mergulhar na rede mundial: criam contas de e-mail, entram em redes sociais, mandam e baixam arquivos e utilizam ferramentas de comunicação.

O pacote Office, da Microsoft, faz parte de um plano de expansão do curso. O proprietário da Exphera Virtual gravou vídeos-aula, protagonizados por ele mesmo, sobre os programas Word e Excel. Um tutorial sobre o PowerPoint também está sendo preparado. Os conteúdos serão disponibilizados nas máquinas da lan house, mas para ter acesso ao material os interessados da terceira idade deverão pagar.

“A idéia é incentivar o usuário idoso a vir fazer o vídeo-aula no horário em que ele quiser”, esclareceu Vanderlei. “A gente fará um descontinho para o aposentado, incentivando ele a utilizar os cursos para aprender por conta própria”.

Empreendedor social
A 500 quilômetros de Palotina, na cidade universitária paranaense de Ponta Grossa, encontramos outra iniciativa para a terceira idade. Vencedor do Prêmio Conexão Cultura, da Fundação Padre Anchieta, Celso Cerqueira Lima começou a ensinar informática para idosos em sua lan house, o Centro de Inclusão Digital (CID) e Curso de Pós-Graduação à Distância.

“É o fruto de uma pesquisa que pode virar projeto”, caracterizou Celso, que fez um levantamento com cerca de 50 idosos em uma igreja. A partir do estudo, o proprietário chegou à conclusão de que o desejo mais recorrente entre os entrevistados era o de falar com parentes que vivem distantes. Portanto, decidiu que no seu curso seriam ensinados, principalmente, programas de comunicação, como o Skype, e softwares de comando de voz – para facilitar o manuseio da máquina.

Gratuitas, as aulas já estão em seu terceiro mês de realização no CID. Duas vezes por semana, pela manhã, reúnem-se na loja quatro velhinhos que buscam aprimorar suas habilidades de informática. Celso é quem os educa. O proprietário contou que teve a idéia do curso quando viu uma senhora chorar ao ver seu filho, pela primeira vez na vida, através de um webcam.

Na praia
Com a mesma preocupação, Sueli Camillo, que é dona de uma lan house na Praia Grande, no litoral sul de São Paulo, manteve um curso de informática para longevos entre 2009 e este ano. Durante quatro meses, quinze máquinas da Alligator Informática (metade da loja) foram dedicadas ao projeto.

“Eu queria ganhar clientes, então não cobrava nada”, afirmou Sueli. Ela e um funcionário ensinavam diariamente quatro grupos de velhinhos a mexer no computador, durante a manhã. Cada turma se formava em uma semana, após cinco aulas de 1h30 cada.

Se fizermos as contas (quatro classes semanais, com uma média de doze alunos por dia, em quatro meses), podemos concluir que quase 800 idosos aprenderam os conceitos básicos da informática na Alligator.

“Até hoje, eu tenho procura do pessoal da terceira idade”, contou Sueli. O curso foi encerrado pela falta de um profissional exclusivo, acompanhada de uma crescente freqüência de clientes no período matutino. Mas a idéia não morreu.


Lan House Alligator Informática, na Praia Grande (SP),
que ofereceu quatro meses de curso gratuito para idosos
A lan house passa por uma reforma, pela qual está sendo construída uma ilha de conexão sem fio à Internet. Sueli pretende retomar o projeto utilizando a nova área da loja. “Eu via que o pessoal da terceira idade passava aqui na frente e tinha medo de entrar. Pensei que poderia investir nesse pessoal, para que eles pudessem conhecer a Internet e perder o medo de usá-la, ver que não é só para jovens”, relembrou.


Fonte: Raio

_________________
abcid  Associação Brasileira de Centros de Inclusão Digital
  Diretor de Divulgação e Mídia Digital ABCID
  http://www.abcid.org.br   /  http://www.portaldaslans.com.br

avatar
Alexandre
Admin
Admin

Masculino Número de Mensagens : 942
Idade : 47
Localização : Serra Negra - SP
Nome de sua Lan House : Open World Internet & Café
Ano da Abertura : 2003
Data de inscrição : 14/07/2007

Ver perfil do usuário http://www.openworldsn.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

- Tópicos similares
Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum